Notícias

Como acabar com a Celulite

Publicado por: Isabella Villalba Voltar


Aqui você encontra as melhores armas para lutar contra as celulites. Escolha as suas

Ah, aqueles furinhos nas coxas, no bumbum, na barriga ou em qualquer outro lugar do corpo que fazem a gente sentir na pele (literalmente) o chamado efeito “casca de laranja”... 99% das mulheres convivem com a celulite após os 30 anos de idade, segundo estudos da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Também chamada de lipodistrofia ginóide pelos médicos, as celulites provocam um aspecto ondulado e endurecido na superfície da pele devido ao excesso de gordura, água e toxinas acumulado nas células.

Celulite tem cura?
Senta aqui, amiga, vamos conversar. O aparecimento do problema pode ser provocado por diversos fatores, desde herança genética, retenção de líquido estimulada por problemas hormonais (estrógenos) e circulatórios, excesso de gordura atenuado em casos de obesidade, má alimentação, sedentarismo e até pelo uso da pílula anticoncepcional.
“Não falamos em cura para a celulite. O tratamento levará a uma melhoria – não à eliminação. A manutenção é essencial e em peles muito flácidas o resultado pode ser menor”, esclarece a dermatologista Solange Libonati. Também estamos tristes com esse fato, cara leitora, mas nem tudo está perdido. Descubra quais são as principais maneiras de atacar o problema agora.
Como diminuir a celulite: regras gerais
Há algumas estratégias eficazes de tentar acabar com a celulite de dentro para fora e vice-versa. O ideal é combiná-las! De uma maneira geral, a dermatologista recomenda: “Afaste do seu estilo de vida, na medida do possível, os fatores desencadeantes e agravantes do problema como uma dieta inadequada, sedentarismo, stress e cigarro”. Primeiro vamos falar de comida:
Menu anticelulite
Mantenha o peso com hábitos alimentares adequados
“Para impulsionar o funcionamento do seu tratamento anticelulite, o plano é investir em um cardápio que contribua para a eliminação de toxinas, melhore a digestão, estimule o sistema circulatório e linfático e reduza o estresse”, conta a nutricionista Daniela Mazuco. Anote aí quais são os alimentos recomendados para reduzir a celulite djá!

♥ Legumes e verduras: folhas verdes escuras, brócolis, espinafre, broto de alfafa, couve, nabo, aspargos, rabanete, gengibre e cebola;
♥ Frutas: Uva, açaí, damasco, tomate e maçã;
♥ Sementes oleaginosas: amêndoas, castanha do Pará e pinhão;
♥ Grãos e cereais integrais: aveia, cevada, feijão, lentilha, grão de bico, gérmen de trigo;
♥ Carnes vermelhas e peixes: sardinha, atum, arenque;
♥ Temperos: alho, salsa, açafrão;
♥ Água e probióticos

 
 Menos açúcar, gordura e sal nas refeições

Tchau, fast food! Adiós, refrigerante! Um dos segredos para a pele ficar lisinha é evitar o excesso de gordura, açúcar, sal e corantes. “Esse tipo de alimentação favorece o armazenamendo de gordura – levando ao sobrepeso e à obesidade, sobrecarrega os órgãos e a circulação, gerando radicais livres que podem ser envolvidos com o surgimento de celulites”, explica a nutricionista Daniela Mazuco.

Além disso, o fato de comer muito rápido, o que é facilitado pela falta de fibras da alimentação fast food, prejudica o bom funcionamento intestinal e da digestão, levando a um desequilíbrio que se reflete no surgimento de celulite, além de outros problemas dermatológicos como a acne.

Os melhores exercícios físicos para derreter as celulites

Vale tudo, só não vale ficar parada quando o assunto é acabar com a celulite. Além do cardápio anticelulite, no hall de práticas para queimar a gordura localizada de coxas e bumbum e estimular a circulação sanguínea estão as atividades aeróbicas como corrida, bicicleta, caminhada e natação. Um outro exercício que vai trabalhar mais intensamente os músculos do core e eliminar as gordurinhas da barriga é o boxe.


Separamos treinos que podem ajudá-la a tornear as pernas e tonificar o bumbum. Desse jeito, as celulites irão a nocaute! E depois de mexer o corpinho (e do banho, preferencialmente)...

Use um creme para melhorar a aparência da pele

“Em casos de celulite leve a moderada, há produtos para uso interno e externo que devem ser indicados pelo médico, como os cremes anticelulite que agem de três formas diferentes: melhoram o aspecto da pele, diminuem as células de gordura da região e facilitam a circulação sanguínea”, explica a dermatologista Solange Libonati. Ela destaca os produtos que contenham cafeína e aminofilina, além dos nutracêuticos orais com óleo de cártamo e a planta centelha asiática, que têm maior comprovação científica.

Em se tratando de celulite é importante lembrar que a maioria dos tratamentos tem pouco estudos científicos bem elaborados. Mas se ainda precisar de mais uma forcinha para diminuir as celulites, aposte em...

Drenagem linfática (para eliminar toxinas)

Uma técnica de massagem que ajuda a reduzir a celulite é a drenagem linfática. Com foco na melhora do tecido conjuntivo, diminuição da célula de gordura e melhora da circulação, combina uma série de movimentos manuais que estimulam o sistema linfático a eliminar o excesso de líquidos, reduzindo o inchaço.

Procedimentos estéticos não invasivos

Existem no mercado tecnologias que têm o foco total em queimar as gordurinhas localizadas, estimular a circulação e o combate à flacidez por meio do calor. Dentre as opções não invasivas mais aplicadas, a dermatologista Solange Libonati menciona o ultrassom cavitacional e o ultrassom focado, as radiofrequências monopolar, bipolar, tripolar, multipolar, e infravermelha e os lasers de baixa potência. A médica ajuda a explicar:

♥ Alguns aparelhos associam a endermologia – uma massagem profunda que trabalha os tecidos abaixo da pele e promovem a drenagem linfática, melhorando na aparência das celulites – com radiofrequência e infravermelho.

♥ O infravermelho penetra entre 2 a 6 milímetros provocando a contração das fibras de colágeno e estimulando os fibroblastos parar reduzir a flacidez.

♥ Já a radiofrequência promove o aquecimento do tecido adiposo, ajudando na mobilização e eliminação dos depósitos de gordura

♥ A radiofrequência monopolar de alta potência, por exemplo, tem o efeito de melhora do colágeno pelo aquecimento e graças a associação de um sistema de resfriamento da pele permite a eliminação de células de gordura, com resultados mais duradouros

♥ “Uma nova tecnologia é a radiofrequência associada ao estímulo DMA, que combina aquecimento e contração muscular resultando em aquecimento profundo e homogêneo de ambas as camadas derme e hipoderme”, explica a médica. Com isso, há remoção de gordura e drenagem ao máximo e menos flacidez.

“O ideal é fazer a associação de tecnologias. Em relação ao tempo de tratamento e número de sessões varia de uma a duas vezes por semana, por, no mínimo, um mês e meio, dependendo do aparelho utilizado. O desconforto em geral é mínimo”, afirma.

E um recado importante

Antes de tomar qualquer medicamento, usar qualquer produto ou optar por um procedimento estético, procure ajuda médica, visite e verifique as credenciais das clínicas para ter o melhor resultado possível :-)







 


Rua Joaquim Floriano, 100 - 4º andar - Conj. 41 - Itaim Bibi - São Paulo - Tel.: 11 3078.9933
© 2014 - Clínica Dermatológica Dra. Solange Teixeira. Todos os direitos reservados.