Notícias

Inchaço nos olhos

2016 Voltar


- Há um tipo de bolsa que nenhuma mulher gosta de carregar e elas estão ao redor dos olhos. Mas a questão é: o que elas são e como se formam?
Elas são causadas pelo aumento do volume nas pálpebras inferiores, local onde a pele é muito fina, dando um ar de cansaço à fisionomia (não só das mulheres!). Em geral, elas são decorrentes da retenção de líquidos na região, sendo que em alguns casos este aumento de volume pode ser exacerbado por hipertrofia da musculatura ao redor dos olhos, ou ainda pela protuberância do tecido gorduroso da região.

- Quais fatores são relevantes para o aparecimento?
Alguns hábitos podem ser de extrema relevância para o surgimento das temidas bolsas. Entre eles, estão: alimentação inadequada, excesso de tabaco e de bebidas alcóolicas, elevada ingestão de sal, poucas (ou muitas) horas de sono; obviamente o envelhecimento também tem papel importante no seu surgimento. Fatores hereditários e algumas doenças alérgicas também estão associados às bolsas, assim como algumas medicações ou doenças que promovam a retenção de líquidos (alterações hormonais, vistas na gravidez, nas doenças da tiréoide e doenças renais).

- Quais cuidados são essenciais para que a mulher evite/vença o problema?
Todas as medidas que podem ajudar a combater o acúmulo de líquidos nesta região são válidos para enfrentar este problema: ter uma alimentação adequada, manter uma boa higiene do sono (evitar a privação do sono, mas cuidado, pois o sono em excesso também pode agravar a aparência das bolsas), assumir uma postura adequada durante o sono, deixando a cabeça mais elevada com a ajuda de travesseiros; além de separar alguns minutos para o cuidado da região, com massagens (favorecem a drenagem linfática desta área) e uso de alguns cremes.

- Li que existem alguns graus (microbolsa, bolsa permanente e acentuadas). Quais as diferenças e tratamentos indicados de acordo com os graus?
Existem três graus, eles são: grau I, as "microbolsas" que ficam mais evidentes após noites mal dormidas ou maior cansaço, podendo ser tratadas com cosméticos com ação anti-oxidante e vasoconstritora, além de massagens para facilitar a drenagem dos líquidos; grau II, as ditas "bolsas permanentes", que podem ser beneficiadas com cremes a base de retinol, ácido hialurônico e outros agentes anti-oxidantes que ajudam a melhorar a síntese de colágeno da região. Por fim, o grau III, quando as bolsas são acentuadas e merecem tratamentos mais específicos para atenuá-las, tais como lasers fracionados ou até a cirurgia plástica. Em alguns casos, quando há hipertrofia muscular, a toxina botulínica também pode apresentar bons resultados.

- Quais vitaminas e compostos são mais indicados quando o tratamento pode ser feito com cremes?
Cremes cosméticos que contenham agentes anti-oxidantes, vasoconstritores, além de agentes calmantes, tais como cafeína, retinol, vitamina C, arnica, chá branco, polifenois, alcaçuz, lotus rutina e ginko biloba costumam a amenizar o aspecto das bolsas, reduzindo o volume das mesmas. As vitaminas A, C e E são aliados poderosos quando presentes nos cosméticos. O retinol e o ácido hialurônico, dentre outros, contribuem estimulando a produção de colágeno na pele do local. Opções de cosméticos em roll-on são interessantes, pois a temperatura mais fria e os movimentos circulares ajudam a drenar o líquido da região.

- E truques caseiros, funcionam? Quais seriam eles?

Realizar massagens com movimentos circulares que favoreçam a drenagem local, com óleos ou até durante a aplicação dos cremes costuma ser uma receita caseira muito útil. Fazer compressas geladas (frio tem ação vasoconstritora) com chás (verde ou preto, ricos em cafeína) por cerca de 15 minutos também auxiliam bastante no combate às bolsas. A ingestão de água e certos alimentos como pepinos, melancias, uvas, maçãs e tomates parecem ter propriedades que colaboram no tratamento das bolsas.

 


Rua Joaquim Floriano, 100 - 4º andar - Conj. 41 - Itaim Bibi - São Paulo - Tel.: 11 3078.9933
© 2014 - Clínica Dermatológica Dra. Solange Teixeira. Todos os direitos reservados.